“Queria muito acreditar que foi só um acidente”, desabafa ex-marido de suspeito de matar filhos em incêndio

O empresário Leandro José de Faria e Vieira espera pelo resultado da investigação policial para entender o que aconteceu na noite da quarta-feira (17/02), em Poá, quando os três filhos morreram carbonizados na casa do outro pai, Ricardo Reis de Faria e Vieira. Em entrevista ao Diário TV 2ª Edição, Leandro disse que gostaria muito que o ex-companheiro não tivesse envolvimento no incêndio que matou os filhos adotivos.

Eu quero saber a verdade. Por que em um dia em perdi os meus três filhos? Eu queria muito acreditar que foi só um acidente. Que nenhum ser humano ou o pai dos meus filhos pudesse fazer alguma coisa. Eu preciso muito que a perícia resolva este caso. Não vai acalmar o que eu sinto, mas ao menos eu vou saber o que aconteceu“, desabafou Leandro à reportagem. Juntos durante 15 anos, o ex-casal se divorciou recentemente e estavam com a guarda compartilhada dos três filhos. A Justiça decretou a prisão temporária por 30 dias de Ricardo após inconsistências em seu depoimento.

Vivemos 15 anos juntos. Conquistamos várias coisas nesse período. Inclusive a adoção, que foi um marco maravilhoso. Em novembro, decidimos que a nossa relação chegava ao fim. As desavenças que nós tínhamos eu considero normal. A iniciativa do término foi minha. O Ricardo queria muito que a gente voltasse, mas eu não queria”, conta.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!