“A sociedade tenta invalidar minha vivência”, diz ex-BBB Victor Hugo sobre ser assexual em novo livro

A diversidade sexual humana é tema do novo livro do jornalista carioca Valmir Moratelli, intitulado “Armários Abertos”. Na publicação, ele reúne depoimentos de diferentes pessoas que narram suas experiências mais íntimas, histórias essas que muitas vezes não cabem na sopa de letras da sigla LGBTQIAPN+.

Um dos entrevistados é Victor Hugo, que participou da edição 2020 do Big Brother Brasil, da TV Globo. “Por causa da minha sexualidade, em alguns momentos sinto que a sociedade tenta me excluir como se minha vivência fosse inválida, e não é”, revela. “Acham que sou limitado em algumas ideias sobre relacionamento só porque não me relacionei sexualmente, fazem brincadeiras que entre pessoas que praticam sexo podem até ser engraçadas, mas que soam de mau gosto para quem é assexual”, diz o ex-BBB.

“Todos os dias sinto que preciso quebrar tabus e educar pessoas. Sei muito bem quem sou e das minhas qualidades como pessoa. Alguns pensam que, por eu ser assexual, entendo menos do amor, mas pelo contrário, acho que os assexuais são as pessoas que mais entendem o que é amar de verdade”, afirma.

O livro ainda aborta histórias como a de Julia, que narra como é lidar com a profissão e a família após a mudança de sexo. E de Jorge, que abandonou a universidade por causa da homofobia, entre tantas outras.

O projeto foi pensado para ser um documentário, mas com a pandemia e os cinemas fechados, acabou sendo transformado em livro. O lançamento está marcado para 8 de abril, e você pode encomendar sua cópia clicando aqui.

VEJA + NO PHEENO TV

Thiago Araujo é editor-chefe e criador do Pheeno! Referência no cenário pop LGBTQIA+ nacional, o carioca de 30 anos é jornalista e empresário do ramo do entretenimento, além de agitar as pistas como DJ mundo afora!