Apresentadora trans estreia na TV em Bangladesh no Dia Internacional da Mulher

Tashnuva Anan Shishir, de 29 anos, entrou para a história como a primeira apresentadora trans de uma televisão de Bangladesh. A estreia de Shishir na TV Boishakhi coincidiu com o Dia Internacional da Mulher.

Segundo informações da BBC, durante seu processo de transição, Shishir precisou fugir de sua cidade natal por contra do preconceito. Ela morou sozinha na capital Dhaka, e sobreviveu a intimidações, ataques homofóbico, agressões e tentativas de suicídio, até que conseguiu ingressar na universidade. “O bullying era tão insuportável que tentei suicídio quatro vezes. Meu pai ficou anos sem falar comigo“, explica a apresentadora. “Continuei meus estudos apesar de suportar centenas de insultos dia após dia. Tudo o que tinha em mente é que deveria continuar meus estudos.

Shishir conta que abordou várias emissoras de TV para pedir trabalho, mas disse que apenas a emissora privada Boishakhi foi “corajosa o suficiente para me acolher“. Um porta-voz da Boishakhi TV, Julfikar Ali Manik, disse que a estreia foi um “passo histórico” e que o canal estava determinado a lhe dar uma chance, mesmo sabendo do risco de reações negativas de alguns telespectadores.

Em janeiro, Shishir se tornou a primeira mulher transexual a fazer um mestrado em saúde pública na James P. Grant University em Dhaka. Além da televisão, Shishir também aparecerá nas telonas este ano. Ela conseguiu dois papéis no cinema, incluindo o de uma treinadora de futebol.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!