Grupo Boticário anuncia licença parental de 120 dias para homens e casais homoafetivos

O Grupo Boticário passará a oferecer licença parental remunerada de quatro meses a todos os seus 12 mil funcionários. Além das mulheres, que já recebiam entre quatro e seis meses de licença maternidade, homens e casais homoafetivos poderão optar por licença de quatro meses.

Segundo a empresa, a medida reforça seu compromisso com a equidade de gênero e reflete seus princípios de igualdade e a compreensão do compartilhamento da responsabilidade na criação dos filhos. “A licença mais equânime é caminho certo. Ela é nossa contribuição para ajudar a romper as barreiras e os estigmas de gênero, transformando o olhar da sociedade. É também uma contribuição importante para a relação de afeto que se estabelece na chegada de um filho“, afirma Artur Grynbaum, vice-presidente do conselho de administração do Grupo Boticário.

Por integrar o Programa Empresa Cidadã, do Governo Federal, a empresa já oferecia licença-paternidade de 20 dias, enquanto a lei prevê um período de cinco dias. “Tomamos essa decisão pensando também no bem-estar de nossos colaboradores. É com a prática que começamos mudanças importantes como esta. Quando possibilitamos que todos se dediquem à parentalidade de forma mais equânime, estamos abordando diretamente a corresponsabilidade e equidade na formação das famílias em um momento em que vínculo e cuidado são fundamentais”, completa Artur .

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!