Em Curitiba, casal gay recebe carta com ofensas homofóbicas de vizinho: “Lugar de vocês não é aqui”

Um casal de Curitiba fez um Boletim de Ocorrência na Polícia Civil após receber uma carta homofóbica dentro de caixa de correspondências do apartamento em que mora, no bairro Pinheirinho. Juntos há seis anos, o técnico em enfermagem Leonardo Cordeiro e o assistente comercial Oeder Neto Martins moram no mesmo condomínio há dois. 

Ao chegar do trabalho, Oeder foi até a caixa postal pegar as correspondências do dia quando encontrou a carta. O texto, que começava dizendo “oi casalzinho alegre”, foi digitado e impresso. “Pessoas baixas, que ofendem o que Deus deixou, homem e mulher e não homem com homem, que coisa feia, nunca imaginei que viria (sic) isso onde eu moro. (…) Que coisa feia, o lugar de vocês não é aqui“, diz um trecho da carta. Ao Meio Dia Paraná, jornal da afiliada da TV Globo no estado, o casal disse que nunca passou por nada parecido. “Para mim é uma pessoa de mente pequena, de mente vazia. Por que usar o nome de Deus pra isso…independente se a pessoa é gay, hétero, Deus ama qualquer um do jeito que é“, desabafou Leonardo.

Segundo informações da reportagem, autoridades estariam com dificuldades para encontrar o autor já que as câmeras de segurança do local não chegam ao espaço onde ficam as caixas postais. Para o casal, a sensação é de frustração. “Frustrados, porque a gente paga nossos impostos, levanta para trabalhar cedo, trabalha bastante e ainda receber isso é uma situação deplorável”, lamenta Leonardo.

Desde 2019, uma decisão do Supremo Tribuna Federal (STF) equiparou a homofobia ao crime de racismo e incluiu tal delito na Lei do Racismo. O crime tem pena de um a três anos, além de multa.

Confira a carta

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!