Ângelo Assumpção nega acusações de homofobia: “Fiquei surpreso e chocado”

Vítima de racismo por parte de Arthur Nory em 2015, o ginasta Ângelo Assumpção defendeu-se das acusações de homofobia feita por ex-colegas do Esporte Clube Pinheiros. O atleta de 25 anos afirmou que desconhece acusações de homofobia e que ficou chocado com as alegações.

“Eu desconheço estas acusações que vieram à tona no final de semana. Fiquei surpreso e chocado com estas acusações, até porque não compartilho com este tipo de comportamento retrógrado – desativei meu perfil no twitter para não ficar lendo um bombardeio de julgamento de pessoas que não conhecem a história“, disse o atleta, em comunicado, segundo o jornal O Globo.

Eu sei que é ser discriminado, eu sei que eu passei, e só eu sei o que estou passando. Eu não tenho e nunca tive problemas com o (atleta de 17 anos). Eu sempre tive um bom relacionamento, não só com ele, mas com todas as pessoas do clube. Nunca tive qualquer tipo de desavença ou falta de respeito com qualquer pessoa, dentro ou fora do clube“, concluiu ele.

No último sábado, o ginasta Gabriel Alves, de 17 anos, fez uma série de publicações em uma rede social denunciando comportamento homofóbico do então colega quando eles treinavam juntos no Pinheiros, clube paulista de Arthur Nory e que Ângelo também defendeu. Além dele, o ex-ginasta Vinícius Augusto também usou as redes sociais para fazer uma nova denúncia contra Ângelo por homofobia.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!