Polícia prende três suspeitos por paticipação no assassinato de jovem gay de origem brasileira na Espanha

A polícia espanhola prendeu dois homens e uma mulher na tarde desta terça-feira (06/07) sob suspeita de participação no assassinato do auxiliar de enfermagem Samuel Luiz Muñiz, de 24 anos. O jovem de origem brasileira foi espancado até a morte ao sair de uma casa noturna em La Corunã, na região da Galícia, na madrugada do último sábado (03/07).

Três jovens entre 20 e 25 anos, residentes em La Coruña, presos como supostos autores do violento atentado que acabou com a vida de Samuel Luiz“, disse a corporação em comunicada no Twitter da polícia. “A investigação continua até que os fatos sejam totalmente esclarecidos. Não se descartam mais prisões nas próximas horas“, concluíram. De acordo com a imprensa espanhola, 15 pessoas já haviam prestado depoimento até esta terça-feira. Já o principal suspeito de ter começado a confusão também foi identificado após a análise das gravações de câmeras de segurança.

As imagens mostram sete pessoas desferiram golpes no brasileiro já caído no chão, empurrando o jovem por 150 metros. Pedestres que estavam no local ainda tentaram reanimar o auxiliar de enfermagem, que morreu antes de ser levado ao hospital. Testemunhas afirmam que o crime teve motivação homofóbica. Somente após o laudo da autópsia será possível esclarecer se algum golpe em particular resultou na morte de Samuel.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!