Ministério Público do Distrito Federal denuncia falso psicólogo que oferecia “cura gay” por R$ 29 mil

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) denunciou à Justiça do DF um rapaz que se passava por psicólogo e oferecia pela internet “garantia vitalícia” para “tratamento do homossexualismo” (sic), mais conhecido como “cura gay“. Gabriel Henrique de Azevêdo Veloso chegava a cobrar R$ 29 mil pelo “tratamento“.

À época, Gabriel Henrique afirmou ao G1 que atuava como psicólogo desde 2007, e negou que oferecesse a “cura gay”. No entanto, ele sequer possuía registro no Conselho Regional de Psicologia. “Foi um mal-entendido. A palavra homossexualismo [sic] tem uma conotação negativa e já foi retirada do site“, disse ao portal. Por conta disso, Gabriel deve responder por charlatanismo, exercício ilegal da profissão e racismo social por orientação sexual.

Na denúncia, além de pedir a condenação na esfera criminal pelos crimes de discriminação e preconceito de raça, os promotores sugerem que o falso psicólogo pague R$ 40 mil reais de reparação pelos danos causados à coletividade. O valor será destinado a um fundo coletivo defensor da pauta LGBTQIA+ a ser indicado pelo órgão técnico o MPDFT.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!