Soldado indonésio é condenado à prisão e expulso do exército por ter relação gay

Um soldado indonésio de 29 anos foi expulso do Exército de seu país por ter relações sexuais com outro homem, o que é proibido pelo Código Militar. 

Segundo informações do UOL, o jovem também foi condenado a sete meses de prisão pelo tribunal militar, em decisão tomada no dia 15 de julho e divulgada no início desta semana. “O acusado havia sido advertido por seus superiores de que qualquer comportamento LGTB estava proibido (…) mas persistiu“, afirma o documento, de 71 páginas. O texto continua alertando que relações sexuais entre pessoas do mesmo sexo “são consideradas um comportamento sexual desviante (…) e atentam contra a reputação do Exército“.

Na maior parte da Indonésia a homossexualidade não é ilegal, salvo a província de Aceh, onde as pessoas são punidas com açoites. Lá, é seguida a lei muçulmana da “sharia“, a qual condena a prática.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!