Grupo de 20 parlamentares denuncia Maurício Souza ao Ministério Público por comentários homofóbicos

Um grupo de 20 parlamentares ligados à causa LGBTQIA+ protocolaram, nesta quinta-feira (28/10), junto ao Ministério Público de Minas Gerais (MPMG), uma representação contra o jogador de vôlei Maurício Souza por conta dos comentários homofóbicos do atleta nas redes sociais.

O grupo, que inclui vereadores, deputados e um senador de 13 estados brasileiros e sete partidos políticos, pede no documento que Maurício seja alvo de uma ação penal pública pela prática e incitação do preconceito e discriminação. Além disso, solicitam que o jogador pague indenização por dano moral coletivo em valor igual ou superior a R$ 50 mil. Na representação ao MPMG, o grupo diz que “Maurício Souza tem usado suas redes sociais há muito tempo para disseminar comentários ofensivos à comunidade LGBTQIA+, direta ou indiretamente“. Eles lembram que, em 2019, o Supremo Tribunal Federal (STF) criminalizou a homofobia e a transfobia e determinou que atos preconceituosos fossem enquadrados no crime de racismo.

Os parlamentares também encaminharam um ofício ao Facebook, empresa proprietária da rede social Instagram, solicitando a remoção dos conteúdos preconceituosos da rede. “É importante banir esse tipo de conteúdo e esse tipo de gente que tem um comportamento reiterado de usar as redes sociais para espalhar discursos de ódio ou desinformação“, explicou a vereadora Bella Gonçalves (PSOL-BH), em conversa com o G1. Eles ainda pedem uma audiência para discutir o caso e as políticas de combate ao discurso de ódio adotadas pela empresa.

Desde 2019, a homofobia é considerada crime, no entanto, a gente tem poucos casos que, de fato, geraram responsabilização no Brasil. As palavras abrem espaço para formas de violência mais profundas, não é à toa que o Brasil é o país que mais mata pessoas LGBT. Espero que o Ministério Público apure e denuncie o atleta por essa conduta visivelmente LGBTfóbica“, disse Bella.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!