Minas anuncia demissão de Maurício Souza após novo posicionamento do atleta sobre falas homofóbicas

O Minas Tênis Clube bem que tentou segurar Maurício Souza no clube, mas não teve jeito. O time anunciou nesta quarta-feira (27/10) que o central não atua mais pela equipe. O clube ainda não confirmou de quem partiu a decisão.

O Minas Tênis Clube informa que o atleta Maurício Souza não é mais jogador do Clube“, disse o time em comunicado no Twitter. O clube sofreu pressão de seus patrocinadores, a Fiat e a Gerdau, impôs multa e afastou o jogador, que também teve de postar um pedido de desculpas. Depois de fazer a postagem inicial no Twitter, em um perfil que tinha pouco mais de 50 seguidores, o jogador postou nesta quarta um vídeo no Instagram com uma retração. No entanto, Maurício continuou defendendo seu posicionamento preconceituoso e afirmou que estaria promovendo “valores de família“. “Eu fico triste com tudo o que está acontecendo, porque infelizmente a gente não pode mais dar opinião. A gente não pode mais colocar os valores acima de tudo, valores de família, valores do que a gente acredita. Mas os valores de vocês a gente tem que respeitar a qualquer custo, senão a gente é taxado como homofóbico, como preconceituosos. Eu não concordo com isso, tá bom?”, alfinetou o atleta.

Infelizmente chegamos a esse ponto. Os patrocinadores repudiaram, eu não sei o que eu fiz, se foi algum crime. Se fosse crime, eu já estava preso, a polícia já tinha vindo aqui em casa me prender. Eu acho que não foi crime nenhum o que eu fiz. Foi apenas defender o que eu acredito, a minha opinião em cima disso. Se isso ofendeu alguém, eu mais uma vez eu peço desculpas. Não foi minha intenção”, completou.

Confira

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!