Transexual é agredida por homens que filmam e debocham da ação em Uberlândia

Uma transexual foi agredida com uma rasteira por um homem que desce de um carro, vai até Luara Silva, a derruba no chão e volta para o veículo que foge do local. A agressão aconteceu na madrugada de quinta-feira (21/10), e foi filmada por uma pessoa que acompanha o suspeito. Os dois saem do local rindo e debochando da situação, enquanto Luara permanece caída no chão.

Eu estava fazendo um serviço de campo com distribuição de preservativo e gel lubrificante, ai parou esse carro desceu esse rapaz e meu deu um chute e eu caí no chão. Na hora que ele me deu o chute ele já saiu correndo, entrou no carro e foi embora. Ele é tão covarde que na hora que ele chute ele já corre, porque se ele fica a gente resolvia também, tinha problema não“, diz Luara em conversa com o jornal O Tempo. “A gente fica muito abalada com tudo isso, toda essa violência que  a gente não sabe onde vai parar né. A pessoa se abala totalmente quando acontece isso. É doloroso ver isso. O mundo não muda, fica só desse jeito. Tem que mudar né, nós vamos conseguir mudar“, destaca a vítima, que é presidente da Associação Triângulo Trans e também atua como garota de programa na região.

Em nota, a associação repudiou o ocorrido. “Queremos destacar que tal atitude é incompreensível colocando-a no lugar de qualquer ser humano, pois independente da sua raça, cor da pele, gênero, credo, posição social, expressão ou identidade de gênero, corpo ou quaisquer deficiência: todo ser humano merece ser respeitado e tratado da mesma forma. Mas sim, existem ‘privilegiados’ que muitas vezes não sabe o que é conviver com o preconceito. Viver com os olhares de julgamento, as palavras ofensivas, as atitudes perturbadoras, as agressões que muitas vezes vem da própria família e as vezes inflingida todos os dias pela sociedade, isto, quando não temos a ocorrência de morte ou suicídio. Tudo porque você nasceu ou se sente bem em ser quem é“, escreveu.

De acordo com a publicação, a Polícia Civil informou que “instaurou procedimento investigativo para apurar o caso de lesão corporal registrado pela vítima, de 37 anos, em Uberlândia. A PCMG apura as imagens, que serão submetidas à vítima para a identificação do suspeito. Se reconhecido, será intimado para prestar declarações. Outras informações serão prestadas em momento oportuno“. 

Confira

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!