Em protesto, Lewis Hamilton muda pintura e adota capacete com cores da bandeira LGBTQIA+

Na manhã desta sexta (19/11), o automobilista Lewis Hamilton decidiu adotar um capacete com as cores da bandeira LGBTQIA+ durante os treinos para o Grande Prêmio do Catar de Fórmula 1, que acontecerá no dia 21 de novembro. Com informações da CNN.

Em coletiva, o britânico disse que achava fundamental que entidades de direitos humanos internacionais acompanhassem mais de perto o que acontece no Catar e na Arábia Saudita. Hamilton também falou sobre a “obrigação” dos esportistas em chamar a atenção do mundo quando vão a lugares onde não há equidade de direitos para os cidadãos que vivem neste locais. Alguns atletas procuram evitar se envolver com manifestações ativistas. Quando esportistas vão a esses lugares, eles têm a obrigação de chamar atenção para esses problemas. Esses lugares precisam de atenção, direitos iguais são uma questão séria” disse.

Se estamos indo a lugares assim, precisamos dar visibilidade a essas situações. Uma pessoa pode fazer apenas uma pequena diferença, mas coletivamente podemos ter um impacto maior. Eu gostaria que mais atletas falassem sobre essas questões” concluiu. O piloto apoiou, também, as pautas do movimento “Black Lives Matter” contra a violência direcionada às pessoas negras e fez protestos no início das provas de Fórmula1, muitas vezes sozinho, sem a companhia de colegas que não concordavam com os manifestos.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!