Esquiador finlandês diz que pênis congelou após prova nas Olimpíadas de Inverno de Pequim: “Dor insuportável”

O esquiador olímpico da Finlândia, Remi Lindholm, disse que seu pênis congelou após terminar a prova de 30km nas Olimpíadas de Inverno de Pequim, na China, neste domingo (20/02). O atleta reclamou sobre condições da prova de esqui cross-country mass smart e teve que receber atendimento médico após término da mesma.

Você pode adivinhar qual parte do corpo estava um pouco congelada quando terminei… foi uma das piores competições em que participei. Foi apenas uma luta“, disse Lindholm, em entrevista ao jornal Iltahleti“Foi uma batalha e tanto”. A Federação Internacional de Esqui decidiu encurtar a maratona de esqui cross-country, que passou de 50km para 30 devido ao frio extremo. O atleta ficou cerca de um hora e quinze minutos em ventos congelantes de 28km/h e a sensação térmica estimada de -26ºC. No final da corrida, Lindholm utilizou uma bolsa térmica para “descongelar” o pênis. “Quando as partes do meu corpo começaram a aquecer, a dor era insuportável“, disse.

Algo semelhante aconteceu com o atleta em Ruka, na Finlândia, em 2021. No entanto, o médico Teuvo Tammela falou ao jornal Iltahleti que a declaração do atleta não procede: “É muito difícil isso acontecer porque com o frio o pênis se contrai muito. Certamente ele sofria de prostatite. Quem é sensível pode sofrer de irritação na próstata, que pode durar semanas e cuja dor também se manifesta no pênis”, afirmou.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!