Erika Hilton anuncia que irá concorrer à Câmara dos Deputados: “Fico receosa, mas de forma alguma acovardada”

Vereadora de São Paulo, Erika Hilton (PSol) anunciou, neste sábado (12/03), que irá concorrer a uma vaga na Câmara dos Deputados durante as eleições federais deste ano. Com 50.508 votos, Hilton foi a vereadora mais votada da cidade em 2020 e primeira travesti eleita na história da Câmara Municipal da capital paulista.

Poderei ser a primeira travesti na história da Câmara dos Deputados e também a primeira deputada federal negra eleita pelo estado de São Paulo”, escreveu ela, em suas redes sociais. “Para além dessa representação política importante, levarei junto de meu corpo os sonhos e os projetos políticos que visam refundar o país, derrotar o bolsonarismo, e trazer alegria e mais direitos para nosso povo”, completou.

Em entrevista à coluna da jornalista Mônica Bergamo, do Folha de S. Paulo, a parlamentar afirma querer levar à capital federal uma agenda voltada para eixos temáticos como direitos humanos e cultura, pautas que já aborda em seu mandato como vereadora, mas que diz querer trabalhar em uma escala ainda maior. “Brasília vai ser a possibilidade de dar continuidade ao que começamos na Câmara“, diz. “Quero federalizar o debate sobre o programa Transcidadania [voltado à inclusão de pessoas trans e travestis].”

Ao me colocar nessa eleição [de 2022], que será violentíssima e cruel, eu fico receosa, mas de forma alguma acovardada ou desestimulada“, garante ela. Atualmente Erika Hilton é presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Violência Contra Pessoas Trans e Travestis na Câmara.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!