Larissa Paula sobre disforia de gênero: “Tenho cicatrizes nas partes íntimas por aquendar”

Conversamos com Larissa Paula no estúdio do Pheeno! Ela conta que precisou “sair do armário” duas vezes: primeiro, como gay e, depois, como mulher trans. A maquiadora de 23 anos revela que começou a fazer drag em 2019 para familiarizar a família de sua transição: “Foi assim que consegui me assumir”. Larissa explica o conceito de disforia de gênero, quando você repara algo no seu corpo que não deveria estar ali, e desabafa: “Quando olho pros meus seios não sinto que eles são meus; na minha cabeça tenho seios lindos“.

Confira

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!