Única autora trans a publicar na revista do IMS, Maria Lucas lançará seu segundo livro, “Mais Uma Casa de Bonecas”

Acaba de ser aberta a pré-venda do livro “Mais Uma Casa de Bonecas“, segundo livro da escritora, atriz e performer trans Maria Lucas, que sai pela Editora Urutau. O livro – totalmente produzido por pessoas trans – ainda conta com orelha da artista trans-feminista Hilda de Paulo; e com ilustrações de Íra Barillo.

As publicações compõem a “Trilogia D’Ela“, livros escritos pela escritora para debater, denunciar e trazer à tona as dificuldades de ser um corpo LGBTQIA+ em sociedade. Após compartilhar experiências vorazes da sua jornada enquanto mulher trans diante da cisnormatividade em sua primeira publicação, “Esse Sangue Não é de Menstruação, mas de Transfobia”, Maria agora fala sobre as socializações e contradições de relações familiares entre pessoas cisgêneras e heterossexuais, assim como o empoderamento de corpos trans e LGBTQIA+ em relações de afeto entre si.

“É um processo de retrabalhar dores e também muito arriscado, por expor situações e pessoas que realmente existiram e existem fora das páginas destes livros. Mas não menciono nomes e faço este trabalho para que compartilhemos essas histórias para, mais do que explicita-las, alertar sobre o quanto precisamos avançar enquanto sociedade. Escrevo sobre o que vivi, mas sabendo que também é sobre a vivência de muitas pessoas trans neste nosso país ultra transfóbico”, diz a autora, que é a primeira pessoa trans a ganhar o concurso de ensaios da conceituada Revista Serrote, do Instituto Moreira Salles, com o texto “Próteses de Proteção”.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!