Foto: Reprodução/Instagram

Bruna Linzmeyer recorda episódio de lesbofobia durante sessão de terapia: “Uma experiência muito ruim”

Bruna Linzmeyer recordou um episódio traumático durante uma sessão de terapia. A atriz, que se declarou lésbica em 2015, revelou ter sido vítima de lesbofobia durante consultas com uma psicóloga.

Foi uma experiência muito ruim de análise, bem criminosa na verdade. Ela foi lesbofóbica“, relembrou ela entrevista para a coluna de Patrícia Kogut, do jornal O Globo. Mesmo depois de encerrar os vínculos com a profissional, a atriz precisou de um tempo para se recuperar da violência sofrida. “Quando eu saí de lá, depois de anos de recuperação dessa experiência que me maltratou muito, eu consegui fazer uma denúncia para o Conselho de Psicologia“, disse Bruna. Ela escreveu uma denúncia de 15 páginas para enviar ao órgão.

Hoje, a artista de 30 anos pretende transformar o relato em uma performance teatral, intitulada “Tudo que Morra“. “Pensei: ‘Isso aqui já é alguma coisa, dá para fazer a partir desse relato’. Estou aplicando em editais para começar a desenvolver mais o projeto”, contou Bruna. “É importante a autonomia que a gente tem sobre histórias de dor, sobre o que a gente pode fazer com elas, como pode compartilhá-las para ficar mais esperto também. Às vezes essas coisas de médicos, consultórios e psicólogos ficam muito veladas. Pode ser interessante desvelar um pouco“, completou.

Em uma entrevista no último ano, ela revelou que teve alguns trabalhos cancelados após revelar sua sexualidade para o público. Atualmente, Bruna vive um relacionamento com a produtora Marta Supernova.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe Sousa

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!

Você vai curtir!