Falso médico realiza aumento peniano em homem que morre meses depois

Um homem que se passou por cirurgião plástico foi condenado a cinco anos de prisão depois de realizar uma cirurgia fracassada de aumento do pênis que matou seu paciente após meses de agonia. Segundo o Daily Mail, o falso médico Torben K. 46, um auxiliar de cozinha na cidade de Solingen, Alemanha, injetou óleo de silicone no pênis e no escroto do paciente em um procedimento de “aumento da circunferência”.

Os juízes do Tribunal Distrital de Wuppertal o prenderam em 28 de agosto, depois que ele foi considerado culpado de causar morte por lesões corporais graves. A vítima de 32 anos – não identificada em tribunal – morreu de sepse sete meses após a agonizante operação em julho de 2019. O falso médico teria realizado os procedimentos em sua casa em Solingen.

Segundo a irmã da vítima, de 29 anos, seu irmão tinha dúvidas sobre o procedimento antes de Torben K. convencê-lo a prosseguir. Mas em vez de ficar com um membro maior, a vítima começou a ter problemas respiratórios assim que voltou para casa do tratamento. Ele visitou vários hospitais, mas morreu de envenenamento do sangue, bem como de insuficiência hepática e renal.

Investigações mostraram que o funcionário do restaurante também tratou um segundo homem com as mesmas injeções em Março deste ano. No tribunal, Torben K. alegou que só fez o que o paciente pediu. Mas o juiz disse: “O fato de o homem ter solicitado o tratamento é irrelevante do nosso ponto de vista. O réu agiu de maneira altamente imoral”.

As injeções de silicone líquido para aumento genital têm sido usadas há anos, apesar dos riscos envolvidos. Eles atuam provocando o sistema imunológico do corpo a reagir à substância estranha, formando uma massa espessa chamada granuloma. Isto, em teoria, aumenta o tamanho e a espessura do tecido injetado, dando aos homens a genitália maior que desejam.

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!

Bee 40tona

Você vai curtir!