O rapper Jupitter Pimentel fez um discurso em resposta ao deputado em entrevista ao podcast ‘Entre Amigues’

Rapper trans dá resposta afiada em Nikolas Ferreira e faz subir as buscas pelo termo ‘boyceta’

As buscas pelo termo ‘boyceta’ subiram depois que o rapper trans Jupitter Pimentel fez um discurso em resposta ao deputado Nikolas Ferreira. O artista esteve no ‘Entre Amigues’ e revelou que é uma pessoa trans, não binária e ‘boyceta’, termo que o deputado disse não comentar, pois estava sem dinheiro para advogados.

“Estar aqui hoje, pra mim, é muito significativo, porque ontem o deputado Nikolas Ferreira postou um corte meu nas suas redes para 11 milhões de bolsonaristas. E, hoje, eu tô aqui reunido com um monte de transmasculino. Isso só me dá mais força e garra pra chegar onde eu quero chegar. E eu sou boyceta, sim. Eu sou não binário, sim. Eu sou transmasculino sim. E vocês vão ter que me engolir”, afirmou.

Ainda no podcast, o rapper revelou: “Eu sou uma pessoa transmasculina, mas minha identidade de gênero mesmo é boyceta. Mas eu sou uma pessoa de gênero fluido também, então entendo as nuances do gênero, pra onde ele caminha e ser boyceta me dá muita liberdade de expressar minha feminilidade quando eu quero e ter essa identidade meio bixa, que é muito bom. Meu gênero flui, dependendo do espaço, eu não controlo, mas algumas vezes eu controlo”, contou em ao podcast.

O termo tem subido nas pesquisas no X, antigo Twitter, e muitos questionam o que poderia ser o termo ‘boyceta’. O termo se trata de uma identidade não-binária. A palavra para o gênero costuma ser usada por indivíduos do cena rap paulistana.

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!

Arthur Aguiar

Redator do Pheeno, formado em comunicação social e estudante de moda. Apaixonado por contar histórias e explorar culturas.

Você vai curtir!