Ellen DeGeneres celebra 20 anos desde que saiu do armário

A comediante Ellen DeGeneres celebra nesta sexta (28/04) duas décadas de uma revelação bombástica que sacudiu a TV norte-americana. Em fevereiro de 1997, no programa da apresentadora Oprah Winfrey, ela assumiu publicamente sua homossexualidade.

Dois meses depois, foi capa da revista Time com a manchete “Sim, eu sou Gay”. Ao mesmo tempo, sua personagem na comédia Ellen (1993-1998) se revelava lésbica. “Foi a primeira vez que uma personagem principal de uma série de TV saiu do armário”, disse Ellen. No programa, que será exibido nesta sexta, ela promove um reencontro com os atores Joely Fisher, Clea Lewis e David Anthony Higgins, protagonistas da comédia.

Também participam do programa a ex-apresentadora Oprah, que na série interpretou a psicóloga de Ellen Morgan (personagem de Ellen DeGeneres), e Laura Dern (a Renata de Big Little Lies). A atriz viveu o interesse romântico de Ellen na trama e ouviu as palavras “eu sou gay” da boca da loira. Em vídeo do programa especial divulgado por Ellen, ela conta que os diretores da rede ABC receberam com ironia a ideia da saída no armário.

Sua personagem estava havia quatro anos sem um relacionamento, e os roteiristas criaram uma história na qual ela assumia gostar de uma mulher. “Deem a ela um cachorrinho [para se apegar]”, responderam os executivos sobre a trama. Por isso, o capítulo controverso ganhou o título criptografado de O Episódio do Cachorrinho.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 22 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!