Heterofobia?! Héteros são barrados em boate LGBT e alegam discriminação

Dois homens heterossexuais registraram boletim de ocorrência na madrugada desta terça-feira (13/02) após serem impedidos de entrar em uma boate gay no Centro de Campo Grande. A dupla se diz vítima de heterofobia, pois os seguranças supostamente não os deixaram entraram por conta da orientação sexual.

Segundo informações do site Topmídia, os dois rapazes, um de 32 anos e outro de 31 anos, relataram na Depac Centro que foram em uma festa no Clube Daza, localizado na Rua Marechal Candido Mariano Rondon. Ao chegarem na entrada, o segurança e outro funcionário, o qual, controlava uma lista de convidados, disseram que os dois não poderiam entrar, pois ambos seriam heterossexuais.

Ao terem a entrada barrada, por não serem convidados, os dois homens se sentiram discriminados. Após o desentendimento, os dois foram até a delegacia de Pronto Atendimento Comunitário (Depac), onde tentaram prestar queixa contra o fato, porém, crime de heterofobia não está prescrito no código penal. Então, registraram o B.O., por constrangimento ilegal. O clube Daza se disponibilizou a comentar o assunto e esclarecer que não houve constrangimento ilegal.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 22 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!