Google terá que indenizar Rômulo Neto em R$ 10 mil por vídeo íntimo vazado

O Google Brasil terá que indenizar o ator Rômulo Arantes Neto em R$ 10 mil. A decisão foi da 19ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro em ação movida pelo ator. Rômulo pedia que o provedor retirasse da rede, em 24h, um vídeo íntimo gravado em local privado, em 2011, e que foi captado clandestinamente por terceiro que o publicou na internet.

O desembargador Ferdinaldo Nascimento manteve o valor da indenização e rejeitou o embargo de declaração proposto pelo Google, que seria o pedido de esclarecimento de alguns pontos da decisão judicial. Vale destacar que, em novembro de 2017, o Google venceu em primeira instância e não precisou desembolsar R$ 250 mil, valor requisitado pelo famoso – que recorreu e acabou vencendo a ação.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 22 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!