“Arranco a tapa”, diz deputado sobre pessoas transexuais em banheiros

O Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) vai pedir à Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) a cassação do mandato do deputado Douglas Garcia, do PSL. O partido acusa o parlamentar de quebra de decoro e incitação ao ódio por ter dito em sessão plenária que tiraria a tapas um transexual caso o encontrasse no banheiro.

O comentário foi feito após discurso da deputada estadual do PSOL Erica Malunguinho, a primeira transexual eleita para ocupar uma cadeira na Alesp. Erica Malunguinho criticou um projeto de lei do deputado Altair Morais (PRB-SP) que “estabelece o sexo biológico como o único critério para definição do gênero de competidores em partidas esportivas oficiais no estado”.

Eu gostaria aqui de parabenizar do projeto de lei do deputado Altair Moraes. É um projeto de lei muito eficiente. Se por acaso dentro do banheiro uma mulher, em que a minha irmã ou a minha mãe, estiver utilizando, e entrar um homem que se sente mulher, ou que pode ter alegando o que ele quiser e colocado o que quiser, porém eu não estou nem aí, eu vou tirar primeiro no tapa e depois chamar a polícia para ir levar”, disse o deputado.

Após a repercussão, Douglas Garcia foi ao microfone e pediu desculpas à mesa da Assembleia. “Muito embora eu possua imunidade parlamentar, eu gostaria de pedir desculpas caso as palavras que eu tenha proferido mais cedo tenha ofendido alguém”. Erica não aceitou o pedido e sugeriu que o deputado criasse pontes com a comunidade LGBT. “Quero que você elabore pautas para mostrar que não violenta e discrimina pessoas trans. Desculpa não adianta nada”.

Em uma rede social, a deputada do PSOL disse que vai abrir um processo interno na Alesp apoiado por parlamentares de outros partidos em combate à incitação ao ódio presente na fala de Garcia. Para ela, o discurso fomenta e legitima as violências e assassinatos praticados contra pessoas LGBTs. Em nota, Assembleia Legislativa de São Paulo diz que qualquer denúncia é encaminhada para a Corregedoria da Casa.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 22 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!