Funcionários da Record atacam Matheus Ribeiro em carta aberta de repúdio a sua contratação

Após deixar a TV Anhanguera, afiliada da TV Globo em Goiás, Matheus Ribeiro fechou com a Record de Brasília para assumir o principal telejornal da emissora local. No entanto, o jornalista não foi tão bem recebido pelos colegas de profissão.

Segundo noticiado pela jornalista Fábia Oliveira, do jornal O Dia, nesta segunda-feira (27/04), os novos colegas de trabalho do jornalista escreveram uma carta de repúdio à sua contratação. Na mensagem, os profissionais da Record se mostram insatisfeitos com a demissão de Luiz Carlos Braga, que estava há 12 anos na emissora, afirmando que o canal perde “ao trocar o certo pelo duvidoso”.

“A diretoria desta casa optou por escantear uma carreira de três décadas e ilibada reputação, além de incontáveis prêmios, em prol de uma contratação cuja única relevância curricular é a sua orientação sexual”, diz outro trecho da carta. “Braga nunca precisou de atenção midiática para ter relevância e nunca usou de sua orientação sexual para benefício próprio. Nada temos contra o novo apresentador do DF Record.”

Ainda de acordo com o veículo, a Record afirmou que o conteúdo não chegou às mãos dos diretores da afiliada de Brasília e Matheus preferiu não se manifestar por não ter conhecimento do caso.

Lei a carta na íntegra

“Nós, da Redação da Record Brasília, viemos por meio desta carta manifestar irrestrito apoio ao jornalista Luiz Carlos Braga, arbitrariamente desligado da emissora por ordens superiores. A diretoria desta casa optou por escantear uma carreira de três décadas e ilibada reputação, além de incontáveis prêmios, em prol de uma contratação cuja única relevância curricular é a sua orientação sexual.

Antes de ser desligado, Braga havia sido convidado para o posto de analista do Jornal da Record. E, sem nenhum motivo justificável, o convite virou uma demissão unilateral. O motivo? Suposta redução de custos. Algo que, claramente, não condiz com a realidade, tendo em vista as mudanças que se avizinham. Essa Redação, em grande parte, teve o privilégio de conviver com Luiz Carlos Braga por doze maravilhosos anos.

Perde a emissora, ao trocar o certo pelo duvidoso, e perdemos nós. Perdemos o convívio de alguém respeitoso, atencioso, leal e de caráter e reputação ilibadas.

Braga nunca precisou de atenção midiática para ter relevância e nunca usou de sua orientação sexual para benefício próprio.

Nada temos contra o novo apresentador do DF Record. Mas temos, e muito, a reclamar da maneira inadequada da qual um dos profissionais mais prestigiados da história do telejornalismo do Distrito Federal foi desligado.

Luiz Carlos foi trazido a RecordTV enquanto gozava de grande prestígio na Rede Globo como apresentador do Bom Dia Brasil, no qual esteve à frente por dois anos. Na emissora carioca também fez parte da equipe do dominical Fantástico.”

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!