Testículos podem alojar o coronavírus, agravando a infeção nos homens

Um novo estudo conduzido por profissionais de saúde sugere que os testículos podem ser uma área fértil para a propagação do novo coronavírus (Covid-19), causando infecções nos homens cis de forma mais severa e por mais tempo. A tese vai ao encontro de observações da OMS (Organização Mundial de Saúde) que indicam serem os pacientes do sexo masculino os mais vulneráveis à doença.

Ao entrar no organismo humano, o vírus se une a células portadoras do gene ACE2, também chamada de enzima de conversão da angiotensina. Estas células são encontradas nos pulmões, coração e intestinos (três órgãos afetados pela Covid-19), mas também estão, em grande parte, nos testículos. Nas mulheres cis, podem ser encontradas, em quantidade muito menor, no tecido do ovário.

O estudo foi feito com 48 homens e 20 mulheres de Nova York, nos Estados Unidos, e em Mumbai, na Índia, com idades entre 3 e 75 anos. Em média, homens demoram seis dias para se recuperarem da infecção e mulheres, quatro.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!