Ministério Público Federal cobra retratação de deputada que ligou pedofilia a comunidade LGBTQ+

Foto: Divulgação/Câmara Dos Deputados

O Ministério Público Federal deu 30 dias para que a deputada Chris Tonietto (PSL/RJ) preste esclarecimentos sobre sobre postagem em seu perfil no Fabebook na qual relacionou a pedofilia a comunidade LGBTQ+ e à “ideologia de gênero”.

A deputada, que publicou o conteúdo no dia 12 de junho, deve comprovar as bases científicas da sua afirmação e, caso não consiga embasar cientificamente seus argumentos, ela deve se retratar sobre a informação divulgada nas redes sociais.

Na decisão, o MPF considera que a Constituição Federal de 1988 defende a construção de uma sociedade livre, justa, solidária e sem preconceitos. No entendimento do órgão, a maior parte dos casos de violência sexual infantil vem de agressores dentro do contexto familiar ou ambiente doméstico. A postagem, segundo o MPF, induz falsamente a opinião pública a acreditar que pessoas LGBTQ+ estariam propensas a este tipo de crime, o que aumenta o preconceito e o estigma contra esta população.

Thiago Araujo é editor-chefe e criador do Pheeno! Referência no cenário pop LGBTQIA+ nacional, o carioca de 30 anos é jornalista e empresário do ramo do entretenimento, além de agitar as pistas como DJ mundo afora!