Governo de Santa Catarina proíbe linguagem neutra em escolas públicas e privadas

O governo de Santa Catarina editou um decreto que veta a linguagem neutra em todas as escolas públicas e privadas do estado. A medida foi publicada na terça-feira (15/06) pelo governador Carlos Moisés da Silva (PSL) após proposta da deputada estadual Ana Caroline Campagnolo, também do PSL.

Segundo o governo estadual, a medida afeta o material didático, as provas, a grade curricular, comunicados e editais de concursos. O decreto não menciona especificamente a linguagem neutra, mas determina que a norma culta da língua portuguesa seja adotada em qualquer tipo de material produzido pelas escolas. ”Na prática, o conteúdo não fará referência à linguagem do gênero neutro, inexistente na língua portuguesa e que apresenta contrariedade às regras gramaticais consolidadas no país”, explica o comunicado do governo de Santa Catarina.

Com o anúncio, Campagnolo comemorou a decisão em suas redes sociais, afirmando que a medida evita “prejuízos educacionais provocados pela aberração linguística que chamam de ‘linguagem de gênero neutro'”.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!