Empresário bolsonarista é condenado a pagar R$ 41 mil por fake news sobre Jean Wyllys

Foto: Agência Brasil

O empresário bolsonarista Otávio Fakhoury, foi condenado pela Justiça do Rio de Janeiro a pagar indenização de R$ 41,8 mil reais e a realizar uma retratação pública por se envolver em uma campanha difamatória contra ex-deputado federal Jean Wyllys.

As decisões foram proferidas pela juíza Mônica de Paula Baptista, do 5º Juizado Especial Cível do Rio de Janeiro, nesta semana. Em ambos os processos, os réus são acusados de promover ataques que associaram o ex-deputado a Adélio Bispo, autor do atentado contra Jair Bolsonaro (sem partido) em 2018. O empresário, que terá que pagar multa diária de R$ 10 mil caso descumpra a ordem, disse que pretende ir até a última instância para derrubar a decisão.

“É possível verificar que foram publicadas informações, tentando vincular à imagem da parte autora à prática de crime de tentativa de homicídio contra o atual Presidente da República, e, ainda que, sem lastro probatório ou indícios suficientes de autoria, vem também a incitar outras pessoas a compartilharem tais informações, difundindo o ódio em relação ao autor”, escreveu Baptista na decisão.

“Mais uma vitória contra os caluniadores e mentirosos da rede bolsonarista de assédio e assassinato de reputação. Além da vitória contra Bibo Nunes, também vencemos uma ação contra Otávio Fakhoury, outro criminoso integrante do gabinete do ódio”, comemorou Wyllys no Twitter na última sexta-feira (31/07).

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!