Após falas transfóbicas, JK Rowling divulga novo livro sobre serial killer que veste roupas femininas

A autora de Harry Potter, JK Rowling, está sendo mais uma vez acusada de transfobia. O motivo, desta vez, é o lançamento do seu novo livro. Intitulado Troubled Blood (Sangue Perturbado, em português), a obra de 900 páginas tem como enredo um homem serial killer que se veste de mulher para matar suas vítimas, todas mulheres.

O enredo chama a atenção diante das declarações transfóbicas da autora. “É uma antiga transfobia [que ela reproduz]. Rowling não liga para mulheres. Ela odeia pessoas trans e nos enxerga como homens predadores“, disse a ativista Serena Daniari, por meio do Twitter. “Me pergunto o que os críticos da posição de Rowling sobre questões trans vão achar de um livro cuja moral parece ser: nunca confie em um homem de vestido“, escreveu o crítico literário Jake Kerridge para o jornal britânico The Telegraph.

Em 2019, a escritora foi acusada de transfobia ao publicar o seguinte tweet: “Vista-se como quiser. Chame a si mesmo como quiser. Durma com quem você quiser. Viva sua melhor vida em paz e segurança (…) Mas homens não podem se transformar em mulheres”.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!