Deezer exclui faixa “Lili” de seu catálogo musical: “Não compactuamos com transfobia”

Acusados de transfobia após o lançamento da música ‘Lili’ na última sexta-feira (18/12), os sertanejos Pedro Motta e Henrique teve a faixa banida do Deezer nesta segunda (21/12). Pelo Twitter, a plataforma de streaming afirmou que não compactua com o conteúdo da canção.

Repetindo sempre que necessário: não compactuo com transfobia. Já tirei a música da minha plataforma“, disse a empresa, tendo seu posicionamento elogiado pela Associação Nacional de Travestis e Transexuais (ANTRA). “É urgente romper com a desumanização das pessoas trans e o pacto que fizeram contra nós. É nesse tipo de posicionamento e ação antitransfobia que acreditamos. Esperamos que mais empresas se posicionem e artistas, inclusive LGBTI, também. Diga não a transfobia! Respeite as travestis”, disse a associação.

Além da Deezer, o Spotify também retirou a faia do seu catálogo. Já o YouTube, disse em nota que o “usuário que acredite ter encontrado um conteúdo no YouTube em desacordo com nossas políticas pode fazer uma denúncia e nossa equipe fará a análise do material.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!