Vacina inédita contra HIV apresenta resultados promissores em estudo inicial

Uma vacina inédita contra o HIV apresentou resultados promissores na primeira fase do estudo que tem por objetivo testar a eficácia do imunizante. A vacina foi criada nos Estados Unidos e é resultado de uma parceria entre a Iniciativa Internacional pela Vacina da Aids (Iavi) e o Scripps Research Institute.

O composto é visto pelos pesquisadores como um dos primeiros imunizantes capazes de estimular a produção dos raros anticorpos amplamente neutralizantes (bNAbs, na sigla em inglês) no organismo. Nesta primeira etapa da pesquisa, dos 48 adultos saudáveis que receberam o imunizante, os anticorpos foram observados em amostras sanguíneas de 97% dos voluntários. De acordo com William Schief, diretor executivo do Centro de Anticorpos Neutralizantes (NAC) da Iavi, para que o imunizante atingisse seu objetivo, foi necessário ativar com precisão o linfócitos B, células que estão por trás da secreção dos bNAbs. “Os dados deste ensaio afirmam a capacidade do imunógeno da vacina de fazer isso”, assegurou o cientista em nota à imprensa.

Chamada de “direcionamento de linha germinativa”, a estratégia adotada pelos pesquisadores consiste em direcionar a produção de células B virgens com propriedades específicas, capazes de atacar diferentes variações do HIV. E a aplicação do método, segundo os pesquisadores, pode ir além do vírus causador da Aids. “Acreditamos que esse tipo de engenharia de vacina pode ser aplicado de forma mais ampla, inaugurando uma nova era na vacinologia”, avalia Dennis Burton, presidente do Departamento de Imunologia e Microbiologia da Scripps Research Institute.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!