Gay assumido, professor primo de Jair Bolsonaro morre de Covid-19 em Florianópolis; ele planejava casamento

Morreu na última quinta-feira (06/05), por complicações da Covid-19, o professor universitário Álvaro Alberto de Araújo, aos 52 anos. Ele ficou quase um mês internado no Hospital Baía Sul, em Florianópolis. Gay assumido, Araújo era primo de Jair Bolsonaro (sem partido). A informação foi confirmada por Vânia Bolsonaro, irmã de Jair.

Álvaro morava em Aracaju-SE, mas veio para Florianópolis no início de abril encontrar o namorado, o ex-atleta Rafael Nunes Carvalho. O reencontro dos dois viralizou nas redes sociais, quando o professor foi recepcionado no desembarque do Aeroporto Hercílio Luz com um buquê de flores. “Antes, nos revezávamos. Ele ficava um pouco aqui [Florianópolis], e eu ficava um pouco em Aracajú. Agora ele ia morar definitivamente aqui. O Álvaro veio até com as roupas de inverno, para o frio. Nós íamos casar”, lamenta o companheiro ao site ND+. De acordo com o portal, apenas três dias depois de chegar, Álvaro começou a apresentar sintomas da Covid e imediatamente foi internado.

Já no primeiro dia de internação, Álvaro estava com 25% do pulmão comprometido pelo vírus. Devido ao agravamento da infecção, o professor precisou ser intubado no dia 12 de abril. Apesar de já ter sofrido trombose, ele não tinha comorbidades e treinava diariamente, conta o companheiro. Na quinta, no entanto, ele não resistiu a uma pneumonia e teve falência de órgãos. O corpo foi sepultado no Cemitério da Saudade, em Campinas (SP).

O sonho dele era casar, fazer viagens. Planejávamos realizar a cerimônia de casamento em Cancún, no México, para poucos amigos. Tínhamos uma vida perfeita”, conta o companheiro. Álvaro atuava como professor há 15 anos no Departamento de Tecnologia de Alimentos (DTA) da Universidade Federal de Sergipe (UFS).

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!