Davi Sereio sobre gordofobia: “Querem padronizar um personagem folclórico que nem existe”

Conversamos com o artista e drag Davi Sereio no estúdio do Pheeno! Ele revela que foi tirado do armário para sua família ao sofrer homofobia numa boate em São Gonçalo, no Rio de Janeiro, por um segurança, que o proibiu de beijar outro homem e contou para sua mãe. A falta de aceitação contribuiu para o desenvolvimento de uma depressão, que Davi superou graças a umbanda e o humor.

O ator viralizou na internet por se montar de sereio e dar close nas praias do Rio, mas reclama que, apesar de ser uma performance, não era valorizado como artista. Nessa época, ele revela que sofreu com comentários gordofóbicos ao ganhar ganhar peso, mas superou todas essas dificuldades e começou a bombar no cenário de eventos carioca como drag.

Confira

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!