Patinadora russa critica atleta gay por ele fazer ginástica rítmica: “Meus filhos nunca verão”

Gay assumuido, o ginasta espanhol Cristofer Benítez, de 31 anos, respondeu com classe e elegância o ataque homofóbico vindo da patinadora russa Tatiana Navka, que disse ser contra homens que praticam ginástica rítmica.

Na ocasião, Tatiana compartilhou uma imagem de Benítez durante a competição em 2019, em Guadalajara, no México, onde o atleta aparece vestindo um collant brilhoso confeccionado por ele mesmo. “O masculino continuará sendo masculino e o feminino continuará sendo feminino. E meus filhos nunca verão isso e não pensarão que isso é a norma“, escreveu a patinadora russa.

Mais tarde, Benítez usou o Instagram para responder o comentário da atleta. “Só tenho palavras de agradecimento a todos pelo apoio e carinho que vocês têm me mostrado diante das declarações/ataque da patinadora olímpica russa que carece totalmente de valores esportivos e de respeito“, escreveu ele. “São muitos anos lutando para que esse esporte seja igual e aos poucos isso está sendo conquistado. A Espanha pode se orgulhar de ser o país pioneiro em sediar o Campeonato Espanhol de Ginástica Rítmica Masculina e, acima de tudo, nos apoiar“, concluiu.

Vale ressaltar que penas mulheres competem na ginástica rítmica nos jogos olímpicos. No entanto, em alguns países, como na Espanha, há homens que são praticantes do esporte. Benítez é atleta de ginástica rítmica desde 2006 e foi o primeiro ginasta a levar medalha nesta modalidade para sua região.

Confira o post de Cristofer Benítez

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!