Na CPI da Covid, primeiro senador gay brasileiro denuncia ataque homofóbico de empresário bolsonarista

O senador Fabiano Contarato (Rede-ES) fez discurso contra homofobia durante a CPI da Covid, na quinta-feira (30/09). Fabiano protestou contra uma frase homofóbica postada em rede social pelo depoente, o empresário bolsonarista Otávio Fakhoury.

A postagem de Fakhoury dizia: “O delegado homossexual assumido [em referência ao senador] talvez estivesse pensando no perfume ali de alguma pessoa daquele plenário… Quem seria o perfumado que o cativou?“. Primeiro senador brasileiro abertamente homossexual, casado com o fisioterapeuta Rodrigo Groberio, com quem tem os filhos Gabriel e Mariana, de 7 e 2 anos, Contarato ocupou a cadeira da presidência da CPI e fez um discurso corajoso para rebater a publicação homofóbica. “O senhor não é um adolescente. É casado, tem filhos. Sua família não é melhor do que a minha”, disse. “Não pensem que pra mim é fácil estar aqui e me expor. Que tipo de imagem eu vou deixar pros meus filhos? Que tipo de imagem o senhor enquanto pai deixa para os seus filhos?”, questionou o senador.

Orientação sexual, cor da pele e poder aquisitivo não definem caráter. Se o senhor faz isso comigo como senador, imagine no Brasil que mais mata a população LGBTQIA+. O mínimo que o senhor deveria fazer é pedir desculpas a toda a população LGBTQIA+”, continuou Contarato. “Nada te dá direito de fazer o que o senhor fez. Não tem dinheiro que pague isso”, completou. Após o discurso de Contarato, a cúpula do Senado pediu à polícia que o empresário seja investigado por homofobia.

Fakhoury afirmou que seu tuíte foi brincadeira e pediu desculpas ao senador e a quem tenha se sentido ofendido. “Realmente, o meu comentário foi infeliz, em tom de brincadeira. Porém, é uma brincadeira de mau gosto. Declaro que meu comentário não teve a intenção de lhe ofender, e sei que, se ofendi, foi profundamente”, disse ele.

Confira

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!