Rodrigo Maia diz achar que Bolsonaro é gay: “Ele não consegue assumir”; fala é criticada por Jean Wyllys

O ex-presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (sem partido), disse, nesta sexta-feira (03/09), acreditar que Jair Bolsonaro (sem partido) seria gay, mas que não teria coragem para se assumir. Em entrevista ao podcast Derrete Cast, ele apontou que Bolsonaro não admira” as mulheres, apenas homens, e justificou a dificuldade do mandatário em “se assumir” devido a sua formação militar.

Eu tenho uma grande dúvida (se o Bolsonaro é gay). Eu acho que é. Não tem nenhum problema“, iniciou Maia, ressaltando ter “muitos amigos” gays assumidos, citando, inclusive, o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), que saiu do armário recentemente. Segundo o deputado, “não tem uma mulher que ele [Bolsonaro] admire, ele não gosta“. “Qual é o problema? Não estou brincando. Acho que esse debate tem que fazer. Ele não consegue assumir o que ele é. Falo sério. As pessoas acham que falo brincando, mas depois me dão razão“, continuou. Maia justifica que, como Bolsonaro tem formação militar, que é muito reacionária, muito atrasada neste aspecto da orientação sexual, ele prefere dizer que é machão“.

As falas de Maia foram criticadas nas redes sociais, inclusive pelo ex-deputado federal Jean Wyllys. No Twitter, ele discordou dos comentários, apontando o presidente como homofóbico, sexista e machista. “Querido Rodrigo Maia, deixe-me explicar uma coisa: o genocida é seguramente misógino, sexista e machista, e tem doentia fixação no coito anal e inveja do gozo da homossexualidade. Tudo isto faz dele um homofóbico, não um gay. Gay sou: ser gay tem a ver com tem a ver com o orgulho de ser“, escreveu. Em resposta, Maia disse: “Jean, você pode ter razão“.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!