Com cena de beijo gay e família homoafetiva, “Eternos” é banido em mais de cinco países

Eternos” continua enfrentando problemas em seu lançamento. De acordo com o Deadline, o novo filme do Universo Cinematográfico Marvel (MCU) não será exibido na Arábia Saudita, Catar, Kuwait, Bahrein e Omã. A reação se deve à aparição do primeiro super-herói gay da MCU, o personagem Phastos (Brian Tyree Henry), e seu marido Ben (Haaz Sleiman). Em uma cena, os dois se beijam apaixonadamente.

Na Arábia Saudita, Bahrein e Omã, os censores queriam cortar todas as cenas de intimidade no filme e a Disney optou por não fazer as edições necessárias. Por conta disso, os certificados de distribuição no longa não foram emitidos. Já em Catar e Kuwait, o longa foi banido. Segundo o site, o problema não veio apenas da cena de beijo gay, mas porque esses mercados tem problemas históricos com a representação de deuses e profetas, que é algo que eles consideram blasfêmia. Nos Emirados Árabes Unidos, será lançada uma versão editada do filme sem cenas de intimidade tanto de personagens heterossexuais quanto homossexuais. 

Ao News, da Austrália, Angelina Jolie, que tem o papel de Thena no filme, lamentou que esse tipo de situação ainda aconteça. “Estou triste pelo público. Mas, orgulhosa pela Marvel recusar editar o filme. Eu ainda não entendo como vivemos em um mundo com pessoas que não enxergam a família que Phastos tem e a beleza do relacionamento e do amor”, lamentou. “O quanto alguém fica bravo com isso, se sente ameaçado, não aprova ou não aprecia é ignorante”, finalizou a atriz.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!