Morre aos 89 anos Luc Montagnier, cientista que descobriu o vírus HIV

O virologista francês Luc Montagnier, vencedor do prêmio Nobel de medicina por descobrir o HIV, morreu aos 89 anos, em um hospital em Neuilly-sur-Seine, nos arredores de Paris. A informação foi confirmada nesta quinta (10/02) pela imprensa francesa, que afirma que o pesquisador faleceu “na presença de seus filhos”, em 8 de fevereiro.

Ao ser questionado sobre as causas da morte do professor francês, se ele morreu de Covid-19, Gérard Guillaume, considerado um dos mais fiéis colaboradores de Montagnier, se limitou a responder: “Não cabe a mim dar informações, cabe à família decidir se expressar ou não. Posso dizer que ele partiu em paz, com dignidade, ao lado de seus entes queridos. Era muito velho, doente há algum tempo, frágil”, disse ele ao ser consultado pela ANSA em Paris.

Ao longo de sua carreira, Montagnier descobriu, com seus colaboradores Jean-Claude Chermann e Françoise Barré-Sinoussi, o vírus da imunodeficiência humana (HIV). O Nobel pela descoberta do vírus causador da Aids foi concedido em conjunto para Montagnier e Barré-Sinoussi, em 2008.   

Nos últimos anos, o pesquisador esteve envolvido em polêmicas devido a declarações controversas e sem comprovações científicas. Em maio do ano passado, o virologista disse em uma entrevista que as vacinas seriam responsáveis pela criação de novas variantes do coronavírus.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!