Detida em aeroporto por supostamente furtar perfurmes em loja, Cacá Werneck se explica: “Injustiça”

Namorada da modelo Monique Evans, a Dj Cacá Werneck passou por uma situação bem complicada, após ter sido acusada de supostamente furtar perfumes importados em uma loja no Aeroporto de Confins (MG). Ela foi detida no último domingo (21/3) e logo após liberada por pagar fiança no valor de R$ 3 mil.

Em conversa com a coluna de Leo Dias, do portal Metrópoles, a DJ explicou o que aconteceu e negou que tenha furtado os produtos. “Estou me sentindo muito injustiçada, mas graças a Deus, o meu advogado é muito bom. Eu estou com as notas fiscais que comprovam que tudo o que levei comigo foi pago. Todos os perfumes foram pagos à vista com o meu cartão de débito”, garantiu ela. Cacá também compartilhou com à coluna fotos com comprovantes fiscais da compra deste itens, que somam quase R$ 1.300,00.

A DJ foi detida e pagou R$ 3 mil de fiança para ser liberada, pois, não poderia perder o trabalho que a esperava na cidade. Cacá ainda alegou que mexia na prateleira para sentir o cheiro dos perfumes, e que, teria sido autuada por portar algumas amostras dos produtos que a vendedora da loja lhe deu. A polícia segue apurando o caso.

Confira

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!