Chamado de “menina” por pintar unha, criança viraliza ao contar com o apoio da mãe: “Meninos também podem”

Mãe do pequeno Bernardo, a psicóloga Beatriz Oliveira vem criando seu filho procurando evitar ensiná-lo qualquer conceito tóxico de masculinidade. Porém, como sabemos, infelizmente o machismo está em todo lugar. Dona do perfil no Instagram @psi.beatriz.aba, Beatriz compartilhou na rede social um vídeo de uma conversa com o filho a respeito dos comentários que ele recebeu na escola, por estar com as unhas pintadas.

O fato aconteceu após Bernardo, que é fã do Homem Aranha, pintar as unhas de vermelho em homenagem ao seu super-herói favorito. Na ocasião, os colegas de classe afirmaram que o esmalte vermelho “parecia de menina“. Na gravação, Beatriz aponta que eles não entenderam e que é preciso explicar que “não tem nada a ver” e que “meninos também podem ter uma unha legal e estilosa“. Já no texto da publicação, ela explica que o filho é autista e ressalta que “não tem como eu falar com Bernardo sobre autismo/deficiências e não falar sobre todas as outras formas de diversidade“. “A sociedade capacitista é a mesma que é homofóbica, racista, machista… porque a estrutura é a mesma. Logo, não tem como falar de neurodiversidade sem falar sobre política, raça, gênero, estruturas sociais“, afirma ela.

Beatriz concluiu o texto dizendo que, apesar dos comentários, tenta não reforçar normas de gênero desnecessárias com Bernardo: “Eu não privo meu filho de sua vontade de ter uma unha do homem aranha, mesmo com os comentários/críticas, a gente se desenrola por aqui. E eu amo ver a naturalidade dele em perceber as coisas, certeza que estamos no caminho certo! Fé na nova geração“, concluiu a psicóloga. Que exemplo, né gente?!

Confira

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!