Aretuza Lovi lança sua versão para o clássico paraense “Swing Louco”, do grupo Saia Rodada

O clássico da música paraense, “Swing Louco”, do grupo Saia Rodada, ganha uma nova roupagem nesta quinta-feira (26/05), às 21h. Desta vez, pela voz icônica da diva do pop/brega/forró, Aretuza Lovi, que lança o single em todas as plataformas digitais além de um clipe em seu canal do YouTube no dia seguinte.

A artista, que sempre foi apaixonada pelo Pará e mudou para o estado ainda adolescente movida pelo amor pela cultura da região, cresceu ouvindo a música, primeiramente pelo grupo Swing do Pará e, posteriormente, em tantas outras versões que a faixa ganhou. “Swing Louco está na minha vida há tantos anos, lembro que foi um estouro no Norte e Nordeste e sempre esteve presente comigo. Curiosamente, conheci ela quando morava no Tocantins e a música tocava em um carro de som daqueles de propaganda, e foi amor à primeira ouvida! Tanto que depois comprei um CD de coletanea de músicas do Pará e a faixa estava nela, na versão da banda Swing do Pará com a voz maravilhosa da Cheila, e me marcou muito com todo aquela levada dançante do ritmo calypso, a força das guitarras, é maravilhosa! Até hoje eu escuto diariamente, me causa um sentimento tão bom que chega a ser inexplicáve”, revela Aretuza.

“Estou tão empolgada com este lançamento, para poder ouvir a minha voz e minhas influências em uma canção que tenho tanto carinho e transmitir essa energia aos meus fãs. Também é uma forma de homenagear o Pará, estado que escolhi para viver desde a adolescência deixando tudo pra trás por paixão pela cultura do estado e que me acolheu tão bem. Desta forma, coloquei diversos elementos da música paraense, como o calypso, também os produtores, músicos, roteiristas, figurinistas, diretor e toda a equipe são do estado.  Tudo isso pra trazer uma verdade na canção. Viva a cultura do Pará, viva a regionalidade do Norte”, conclui ela.

Confira a capa da faixa

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!