Casal promove “beijaço” na porta de bar em Ipanema após denúncia de caso de homofobia

Pelo menos 30 pessoas se reuniram em frente ao Bar Popeye, Zona Sul do Rio de Janeiro, na manhã do último domingo (11/09), para um protesto contra uma denúncia de homofobia que teria ocorrido na quarta (07/09) com o arquiteto e designer Fernando Pimentel e o marido, o advogado Rafael Monteagudo.

O evento começou por volta de 12h e teve duração de 1h30. De acordo com Fernando, o “beijaço” foi pensado para mostrar que nenhuma espécie de preconceito é tolerável. “Eu acho que a importância desse protesto foi dar visibilidade para um problema que acontece com muita gente. Isso tem um simbolismo para pessoas que sofrem esse tipo de discriminação, que não têm voz. Nós representamos a voz de muita gente”, disse ele, em conversa com o jornal O Dia. “Essas pessoas precisam se sentir motivadas para entender que existem, sim, órgãos certos para nos proteger. A sociedade civil é preparada para combater esse tipo de situação, inclusive, nesse ato, foi colocado os órgãos que cuidam desse tipo de assunto, que a gente pode denunciar caso aconteça“, completou. 

O grande significado desse ‘beijaço’ é dar visibilidade a um problema que muita gente sofre, mesmo sendo 2022. Muitos não têm esse acesso que temos, de imprensa e tudo mais, as vezes não possuem acesso nem a delegacias, porque muitas não querem registrar“, concluiu. Segundo Fernando, já existe um processo criminal aberto contra Milton Caruso de Freitas, sócio do Popeye Bar, e a empresa precisará fazer um ajuste de conduta. 

Milton nega a acusação do casal. Segundo ele, o bar ficou lotado no feriado de 7 de setembro e que ele proibiu o atendimento a qualquer pessoa no balcão, onde estava o casal. O proprietário afirma que apenas as mesas estavam sendo servidas. Já o outro sócio do estabelecimento, Antônio de Pádua, prestou solidariedade ao casal e pediu desculpa em nome dele e de Milton Caruso.

Confira fotos

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe Sousa

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!

Você vai curtir!