Chemsex: O que é, quais são os riscos e como posso me manter seguro?!

Chemsex, ou “sexo químico”, não é um fenômeno novo, nem o estigma que envolve falar sobre a prática. Aqueles que mais precisam de apoio muitas vezes não sabem que existe algum, ou não o procuram por medo ou vergonha. 

Pensando nisso, o portal GAY TIMES, em parceria com a Controlling Chemsex, uma instituição de caridade inglesa criada e dirigida por profissionais com experiência no fornecimento de suporte gratuito a pessoas que passam por problemas com esse fenômeno, para trazer fatos sobre a prática, alertar a respeitos dos riscos e fornecer detalhes sobre como se manter seguro e obter ajuda quando necessário.

Para quem não sabe, ‘Chemsex‘ é o termo usado para descrever a atividade sexual sob a influência de drogas. Há uma série de razões pelas quais as pessoas se envolvem em chemsex que incluem, mas não se limitam a, baixa auto-estima e desejos de melhorar uma experiência sexual. A prática pode acontecer com um ou vários parceiros sexuais e ocorre principalmente entre homens que fazem sexo com homens.

As drogas mais comumente associadas ao chemsex são: Crystal – um forte estimulante de anfetamina psicologicamente viciante; Mefedrona – um poderoso estimulante psicologicamente viciante; GHB/GBL (comumente conhecido como ‘G‘) – um depressor líquido corrosivo que é fisicamente viciante.

A publicação destaca que impacto varia de pessoa para pessoa, embora sempre apresente vários riscos. Fisicamente, pode levar a acidentes e lesões por estar sob a influência de drogas, enquanto problemas de saúde a longo prazo também podem se desenvolver. Mentalmente, tem sido associado a níveis mais altos de ansiedade e depressão, bem como a episódios psicóticos, como paranóia e/ou alucinações. A prática também pode afetar sua saúde sexual, com alto risco de transmissão de HIV, hepatite C e outras ISTs, como sífilis e gonorréia

Para ser o mais seguro possível, há uma série de coisas que você pode fazer: Faça exames regularmente, independentemente de praticar chemsex ou não; use preservativos ao fazer sexo para diminuir as chances de qualquer infecção; tome PrEP/PEP para se proteger contra o HIV; nunca compartilhe agulhas com outra pessoa; esteja ciente de seus próprios limites e crie mecanismos de enfrentamento para se apoiar se você for tentado a ultrapassá-los.

VEJA + NO PHEENO TV

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!

Felipe Sousa

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!

Você vai curtir!