Polícia do Qatar prende britânico “por ser gay” após usar Grindr para armar emboscada

Um ex-funcionário da British Airways está preso no Qatar desde o dia 4 de fevereiro após responder a uma falsa mensagem no Grindr, em operação montada pela polícia local. Manuel Guerrero, britânico de origem mexicana de 44 anos, teria saído para se encontrar com outro homem que conheceu pelo aplicativo e, ao chegar no local, se deparou com agentes da corporação. 

A polícia do Qatar usou um perfil falso do Grindr para entrar em contato com Manuel e convidá-lo para participar de uma reunião com outras pessoas da comunidade LGBT na cidade de Doha. Manuel deveria se encontrar com uma pessoa com quem pensava ter marcado um encontro na noite de 4 de fevereiro, mas em vez disso encontrou policiais que estavam esperando para prendê-lo arbitrariamente“, explicou o irmão de Manuel, Enrique Guerrero.

Além disso, ele alega que também que o parente vem sendo torturado na prisão, que estão negando os medicamentos anti-retrovirais para o seu HIV e que tinha sido forçado a testemunhar chicotadas de prisioneiros. Já o motivo oficial da prisão, no entanto, não teria sido a orientação sexual de Manuel, mas sim a posse de drogas. Fato que também é contestado por Enrique. “Durante a detenção, a polícia ‘plantou’ um quarto de grama de metanfetamina para incriminá-lo pelo crime de posse de drogas e até hoje ele continua preso injustamente”.

O Ministério das Relações Exteriores do Reino Unido confirmou que está prestando assistência consular e ajudando a família de Manuel junto a diplomatas mexicanos, já que a vítima tem dupla nacionalidade, britânica e mexicana. Enrique também solicitou auxílio ao governo mexicano. “O Qatar pune a homossexualidade e quaisquer questões relacionadas à diversidade sexual, mas os direitos humanos superam suas leis homofóbicas. Orientação sexual e diversidade sexual são direitos humanos, não crimes”, desabafou Enrique.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe Sousa

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!

Você vai curtir!