Dono do Coachella é acusado de usar festival para financiar grupos anti-LGBT

Minnesota Timberwolves v Los Angeles Lakers

Conhecido pela sua promoção de ideais liberais, a vibe “paz e amor” do Coachella pode estar com os dias contatos! Segundo o site “Afropunk”, Philip Anschutz, dono da empresa AEG, responsável por organizar o festival, , está sendo acusado de financiar grupos anti-LGBTs nos Estados Unidos.

Segundo a publicação, Anschutz contribui ativamente com grupos que militam contra a causa gay e contra as medidas para frear as mudanças climáticas no planeta! Entre eles, estão Alliance Defending Freedom, National Christian Foundation e Family Research Council, famosos nos EUA por lobbys políticos contra leis a favor da causa LGBT.

Em julho do ano passado, o The Washington Post já tinha chamado atenção para a atuação política de Anschutz. Ele foi apontado como um dos inimigos da igualdade em matéria do jornal. As acusações contra um dos empresários mais poderosos dos Estados Unidos pegaram muita gente de surpresa.

“A influência de Philip Anschutz na política do Colorado é conhecida há muito tempo, mas seu apoio a grupos extremistas que promovem o ódio é chocante”, disse o diretor executivo do ProgressNow Colorado, um grupo que luta por causas progressistas no estado americano.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 22 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!