Homem trans é morto a tiros pela policia após ser confundindo com assaltante

Após ser confundindo com um assaltante, Tony McDade, homem trans preto, foi morto a trios por polical branco na Flórida.

Na última quarta-feira, dia 27/05, Tony foi abordados por policiais que o confundiram com o suspeito de um assalto na cidade de Tallahassee, capital da Flórida e, no confronto, a polícia atirou para matar. Esse foi o terceiro assassinato fatal da polícia da Flórida em dois meses.

De acordo com Lawrence Revell, chefe de polícia responsável pelo caso, Tony tinha as mesmas características que o assaltante. “A descrição sobre o suspeito, que foi transmitida para os policiais, era de um homem preto, vestido todo de preto, careca, armado com uma pistola e uma faca”, disse Lawrence, que não divulgou o nome do policial assassino.

A morte de Tony McDade acontece justamente quando os Estados Unidos passam por uma série de manifestações pelo assassinato de George Floyd, homem preto que fui sufocado até a morte, após o policial branco Derek Chauvin ajoelhar em seu pescoço, no dia 25/05 em Minneapolis (Minnesota).

Só em 2020, pelo menos 11 pessoas trans foram mortas a tiros, ou por outros meios violentos, no Estados Unidos, de acordo com a ‘Human Rights Campaign’, que rastreia a violência anti-trans no país.

“A morte de Tony traz é um lembrete da epidemia de violência que reivindica desproporcionalmente a vida de pessoas transexuais negras nos Estados Unidos”, disse o grupo de defesa LGBTQI+ ‘Equality Florida’ em comunicado.

Arquiteto, DJ, VJ, Produtor de Eventos e redator colaborador de conteúdos sobre diversidade LGBTI+ do portal Pheeno.com.br! #MandaAssunto