Vencedor do Masterchef, Riyad Khalaf revela que teve medo de ser morto pelo pai após sair do armário

Foto: Reprodução/Instagram

Vencedor da última edição do Masterchef Reino Unido, Riyad Khalaf abriu o coração e revelou ao podcast “Women’s Hour”, da BBC, que teve medo de ser assassinado pelo pai após revelar assumir sua homossexualidade.

“Eu não sabia se seria expulso e viraria um sem-teto, ou se meu pai tentaria me matar alegando crime de honra”, revelou o campeão, que é irlandês com ascendência iraquiana. Segundo Riyad, até seus 15 anos ele e seu pai eram inseparáveis, mas a relação dos dois mudou depois que o jovem completou 16 anos e decidiu sair do armário. Enquanto sua mãe católica inesperadamente o apoiou, seu pai ficou horrorizado ao saber que seu filho era gay.

Riyad decidiu contar ao pai por meio de um bilhete, que o jovem entregou durante um jantar. “Eu sou gay”, escreveu ele. Sem saber o que fazer e atordoado com a notícia, o pai foi pedir conselho com a família, que vive na Síria. Os familiares aconselharam, então, a mandar Riyad ao país para que fosse internado em uma clínica local de “cura gay”.

No entanto, a mãe de Riyad conseguiu contornar a situação e convenceu o marido a conversar com um vizinho que tinha dois filhos gays. Após a conversa, o marido percebeu que estava prestes a cometer um erro mandando o filho para a Síria e que a única família que importava era a que estava com ele na Irlanda. “Através de muitas lágrimas e muita angústia, meu pai aprendeu a colocar o amor acima de sua vergonha, aprendeu que, na verdade, minha sexualidade era um presente, não algo que ele deveria ter medo”, afirmou ele.

Felizmente, hoje pai e filho voltaram a ser mais próximos. Tanto que, segundo o Guia Gay SP, pai e mãe assinam um capítulo no livro de Riyad sobre como lidar com um filho gay. A obra ganhou o título de “Sim, você é gay! E agora? Um guia de menino para a vida”, em tradução livre.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!