Parada LGBTQ+ de São Francisco veta participação de policiais fardados no evento

A Parada LGBTQ+ de São Francisco, nos Estados Unidos, anunciou o veto à participação de policiais fardados na parada do orgulho de 2021. O motivo, segundo a organização da Parada, seria o uso excessivo de força da policial durante a edição de 2019.

Grupos LGBTQ+ de diversos lugares do mundo têm questionado a presença de policiais uniformizados em paradas do orgulho, lembrando lembrando que a Revolta de Stonewall surgiu justamente quando os frequentadores do local resolveram revidar agressões policiais. “As origens do movimento de orgulho são baseadas na liberdade e honestidade de expressão”, declarou a organização da marcha.

“Nós reconhecemos e agradecemos os passos que a polícia deu para curar décadas de desconfiança entre o departamento e as comunidades LGBTQ da cidade. Mas os padrões violentos da polícia de San Francisco são mais relevantes que qualquer viatura com as cores do arco-íris ou bordados de orgulho em uniformes”, concluíram.

William Scott, chefe de polícia da cidade, lamentou a decisão. “Acredito que é importante para os nossos integrantes participarem das atividades do mês do orgulho para que possamos mostrar que somos um departamento diverso, que temos orgulho de quem somos e que estamos dispostos a trabalhar em proximidade com a comunidade LGBTQ a quem prestamos serviço”, disse Scott.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!