Após polêmica com vacina, Carlinhos Maia e prefeito de Maceió serão intimados pelo Ministério Público

O prefeito de Maceió, João Henrique Caldas (PSB), e Carlinhos Maia, devem ser intimados, na próxima semana, para prestar explicações ao Ministério Público de Alagoas, sobre o suposto convite que o influencer afirmou ter recebido para furar a fila para ser um dos primeiros vacinados contra a Covid-19.

Segundo informações da revista Quem, a intenção do órgão é investigar se o convite de fato aconteceu e se a vacinação do Estado está ocorrendo da forma como deveria, ou seja, seguindo a ordem dos grupos prioritários. “O Ministério Público de Alagoas (MPAL), por meio da 67ª Promotoria de Justiça da Saúde, diante dos fatos narrados pelo influencer Carlinhos Maia, irá instaurar procedimento preparatório para apurar a afirmação de que teria recebido o convite para posar como uma das primeiras pessoas a ser vacinada contra a Covid-19 em Alagoas. O Ministério Público, no seu papel constitucional, preservará, com o rigor da lei, a lisura e a legalidade da vacinação em Maceió e em todo Estado“, diz a nota.

Na última segunda-feira (17/01), Carlinhos Maia disse em suas redes sociais que recebeu convite do prefeito da cidade para ser imunizado, mas que não teria aceitado o convite. “Me convidaram aqui no meu estado para ser um dos primeiros a tomar a vacina. Não acho justo com quem ficou em casa todo o esse tempo, não aceitei”, disse Carlinhos, que mais tarde acabou sendo desmentido pelo governo alagoano. “Não procedem informações de convites feitos a qualquer cidadão fora deste grupo“, informa a nota oficial. 

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!